A moralidade é dada por Deus?


Então, ops, como robôs puderam adquirir evolutivamente um comportamento altruísta?

via Slashdot e Science Magazine Even Robots Can Be Heroes

Artigo original: Waibel M, Floreano D, Keller L (2011) A Quantitative Test of Hamilton’s Rule for the Evolution of Altruism. PLoS Biol 9(5): e1000615. doi:10.1371/journal.pbio.1000615

O interessante dos modelos de Hamilton para a cooperação entre animais (ou entre membros de uma comunidade mesmo de máquinas)  é que, dada sua derivação a partir da Teoria dos Jogos, ela tem uma base matemática que permite atribuir objetividade a algumas das regras de conduta deriváveis dela. Vá lá que teorias descritivas não poderiam, a princípio, fundamentar a normatividade, mas é inegável a coincidência de regras morais tão importantes como a Regra de Ouro e o Imperativo Categórico com o algoritmo que teve maior sucesso evolutivo na antológica simulação do Dilema do Prisioneiro iterado por Axelrod, a tática do olho-por-olho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: